quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Casos de sucesso de criadores de três países serão apresentados no Congresso Internacional de Girolando


Pecuaristas de vários países estão conquistando o mercado com a produção de leite e de animais de alta qualidade genética da raça Girolando. Os casos de sucesso de cinco propriedades rurais da Guatemala, Bolívia e Brasil serão apresentados durante o 1º Congresso Internacional da Raça Girolando/2º Congresso Brasileiro da Raça Girolando, que acontecerá de 19 a 21 de novembro, em Belo Horizonte (MG).

Do Ceará vem o exemplo da Cialne (Companhia de Alimentos do Nordeste), uma das maiores produtoras de leite do país.  Com um rebanho de mais de 1.800 animais em lactação e produção em torno de 31 mil litros diariamente, o objeto para os próximos cinco anos da Cialne é aumentar em mais de 100% a produção. A propriedade investe em melhoramento genético, utilizando Inseminação Artificial com sêmen sexado e FIV (Fecundação in vitro). A empresa também tem tomado os cuidados adequados na produção de leite, sem bezerros ao pé e sem fazer uso da ocitocina, e está adotando o sistema de produção a pasto. O médico veterinário responsável pela parte de pecuária da empresa, Péricles Montezuma, apresentará o sistema de criação de Girolando da Cialne durante o Congresso. “Começamos com 12 ha de área irrigada e atualmente estamos com 198 ha. A margem líquida no sistema de pastejo é melhor do que a margem líquida no confinamento, por litro de leite produzido, uma vez que os custos de produção são menores também. O Girolando, além de ser um animal que tem uma boa demanda comercial por ser versátil, adapta-se bem aos diversos sistemas de produção e de condições de clima”, destaca Montezuma.

Já em Morrinhos (GO) a Fazenda São Caetano utiliza os sistemas de confinado e a pasto para produção diária de 12 mil litros de leite. A meta é aumentar em quase 50% o número de vacas em lactação, passando de 500 para 700 animais. O produtor rural, consultor e médico veterinário, José Renato Chiari, mostrará durante o Congresso que houve um crescimento rápido na produção da São Caetano nos últimos cinco anos, principalmente com a produção a pasto irrigado. “A raça Girolando é de importância fundamental na pecuária leiteira porque a força e vigor desses animais ajudam a enfrentar, sem perda de produtividade, o desafio de produzir leite em uma região quente e úmida. É importante salientar que os diferentes graus de sangue que hoje temos na formação da raça Girolando contribuem para uma versatilidade incrível, com muita adaptação em nosso Brasil tropical”, afirma Chiari. A equipe da fazenda tem trabalhado intensamente na seleção de doadoras superiores, que estão sendo multiplicadas através da FIV. 

Outros casos de sucesso que serão apresentados durante o evento são do criador boliviano Eduardo Eguez, do criador da Guatemala Luiz Alfonso Leal Monterroso e da Fazenda das Palmeiras, em Muriaé (MG). As inscrições para o 1º Congresso Internacional da Raça Girolando/2º Congresso Brasileiro da Raça Girolando podem ser feitas pelo sitewww.congressogirolando.com.br. 





http://www.girolando.com.br/index.php?paginasSite/noticia,37,2405