quinta-feira, 16 de julho de 2015

Megaleite 2015 quebra recorde e tem forte demanda externa

Os produtores rurais que atuam na pecuária leiteira estão se mobilizando para inserir mais tecnologia e animais de alta qualidade genética em seus rebanhos. A principal exposição do setor, a Megaleite 2015, encerrada no último final de semana, comprovou esta tendência. O evento, que aconteceu na cidade de Uberaba (MG), que é considerada o maior polo de genética bovino do mundo, atraiu cerca de 40 mil pessoas e apresentou as novidades na área de reprodução animal, genética, equipamentos, nutrição, sanidade.

Para que pequenos e médios produtores rurais pudessem ter acesso às novas tecnologias, a Associação Brasileira dos Criadores de Girolando e a CNA (Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária do Brasil) levaram para a feira caravanas de 30 municípios de várias regiões do país. Já o Sebrae em parceria com o Senar, Sindicato Rural e Federações de Agricultura trouxeram grupos de quase 200 produtores rurais do Amazonas, Espírito Santo e Pará. Nesses três Estados, a pecuária leiteira vem crescendo significativamente nos últimos anos, sendo que em grande parte das propriedades rurais os criadores têm feito investimentos em genética da raça Girolando.

Competições de animais - A raça participou da feira com 850 animais. As outras raças leiteiras com animais em exposição na Megaleite foram Gir Leiteiro (179 animais), Holandês (80 animais), Guzerá (50 animais), Guzolando (15 animais), Sindi (10 animais) e Indubrasil (10 animais). Eles participaram de competições na pista de julgamento e no concurso leiteiro. Foram batidos cinco recordes de produção na Megaleite. Na raça Guzerá a nova recordista é a vaca Uta FIV JF, de propriedade da Sociedade Educacional Uberabense. Ela produziu 154,880 kg de leite e média de 51,627 kg/leite, sagrando-se Grande Campeã da categoria Vaca Adulta. Na raça Girolando, o título de Grande Campeã ficou com a vaca ½ sangue Boate I Bethania, que produziu 285,610 kg/leite e média de 95,203 kg/leite. Pertencente ao expositor Paulo Ricardo Maximiano, Boate bateu o recorde da Megaleite e Nacional, referente às vacas ½ sangue.

Outro recorde da Megaleite quebrado este ano foi registrado entre as vacas 5/8. A vaca Máxima Harmonia FIV da Prata, do expositor Roberto Assis Peres/Rogério Omar C., produziu 267,700 kg/leite e média de 89,233 kg/leite. Já na categoria Novilha foram registrados dois novos recordes. A novilha 5/8 Afrodite FIV Dubai, do expositor Humberto Renato Ferreira, produziu 224,400 kg/leite e teve média de 74,800kg/leite. Afrodite também conquistou o título de campeã da categoria Novilha Geral. A novilha Elke FIV Jaguar 1075 Fube, do expositor Eurípedes José da Silva, é a nova recordista entre as ½ sangue. Ela produziu 218,720 kg/leite e teve média de 72,906 kg/leite.

Na raça Gir Leiteiro não houve quebra de recorde, mas a vaca vencedora do concurso leiteiro alcançou dupla premiação. Além de Grande Campeã do concurso leiteiro com produção de 167.950 kg/leite e média de 55.983 kg/leite, Mandala Vila Rica também foi a Grande Campeã do julgamento. O animal pertence ao expositor Dilson Cordeiro Menezes.
Os resultados da pista de julgamento da raça Girolando e dos vencedores do Ranking 2015/2015 estão disponíveis no site da feira (www.megaleite.com.br). Os resultados das raças Gir Leiteiro, Holandês, Guzerá podem ser acessados nos sites das respectivas associações promocionais.

Leilões – As vendas de animais na Megaleite 2015 ocorreram em 4 leilões e na 1ª Megafeira do Pró-Genética e Pró-Fêmeas. No total, os leilões movimentaram R$1.818.020,00. O Leilão Virtual Guzolando Guzerá Leiteiro Uniube comercializou 55 fêmeas das duas raças pelo montante de R$344.800,00, no dia 2 de julho. O 4º Leilão Divas do Girolando, no dia 2 de julho, teve 47 lotes vendidos a R$588.900,00. O 1º Leilão Grupo SV e Convidados Especiais teve 34 lotes (vacas, bezerras, aspirações, novilhas e prenhezes) comercializados no dia 3 de julho a um valor de R$430.720,00. O Leilão Úbere Cheio, ocorrido no dia 3 de julho, comercializou 42 lotes totalizando R$453.600,00 em vendas. Já as vendas da Megafeira ainda estão sendo computadas.

Público internacional - Comitivas estrangeiras de diversos países da América Latina, dentre eles Colômbia, Costa Rica, Nicarágua, Guatemala, El Salvador, Bolívia, Venezuela e República Dominicana, foram recebidas na Megaleite 2015. O presidente Jônadan Ma apresentou aos estrangeiros um panorama da raça no país, o programa de melhoramento genético da entidade e as parcerias com associações de outros países para viabilizar o serviço de registro genealógico, como já ocorreu com a Bolívia. “Estamos negociando com vários países para que possamos assinar termos de cooperação técnica relacionados ao registro e ao melhoramento genético”, disse o presidente.

O criador e vice-presidente da Associação Colombiana dos Criadores de Zebu da Colômbia Fernando Durán afirmou que a pecuária leiteira vive seu melhor momento na América Latina, mas alertou para o fato de que acordos individuais entre os países possam prejudicar esse crescimento. Segundo ele, os países precisam se unir para fechar acordos em blocos que garantam melhores resultados para a América Latina. Criadores dos demais países presentes reforçaram que a raça Girolando é ideal para alavancar a pecuária em suas regiões por possibilitar a produção a pasto e em maior volume.

Ações políticas - Os desafios e a situação atual do mercado de leite no Brasil foram abordados durante audiência pública da Comissão de Política Agropecuária e Agroindustrial da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realizada, no dia 30 de junho, na Megaleite 2015. Durante o evento, foi lançada a Frente Parlamentar em Defesa da Cadeia Produtiva do Leite, com o objetivo de trabalhar questões em prol do desenvolvimento do setor. O deputado Antônio Carlos Arantes (PSDB), que será o presidente da Frente, defendeu a transferência de tecnologia para o campo, bem como um incentivo tributário ao produtor. No dia seguinte à audiência, a Assembleia aprovou o Projeto de Lei (PL) 1.885/15, de autoria do deputado estadual Bosco, que institui a data de 1º de junho como o “Dia Estadual do Leite”.

Projetos socioeducativos - Cerca de 700 crianças, incluindo portadores de necessidades especiais, estudantes de inglês e idosos, também visitaram a Megaleite 2015 e participaram do projeto Girolando, que explicou o funcionamento da pecuária leiteira. Já o Clubinho Girolando, cujo objetivo é despertar o interesse das novas gerações para o agronegócio do leite, teve aulas sobre como cuidar e preparar os animais. Participaram 9 crianças e adolescentes filhos de produtores rurais e de profissionais ligados ao setor.

Palestras, cursos e dia de campo - A Megaleite2015 ainda contou com uma programação voltada para capacitação dos produtores rurais e profissionais do setor. Foram realizados Ciclo de Palestras, Curso de Julgamento da Raça Girolando, Mesa Redonda sobre o Programa de Melhoramento Genético da Raça Girolando, Curso sobre produção de queijo, palestra sobre o cenário econômico do leite e Dia de Campo sobre manejo, pastagem, reprodução, nutrição, genética e publicação do Sumário de Touros e Vacas Girolando 2015.

Fonte: Assessoria de Imprensa

terça-feira, 14 de julho de 2015

TOP LEITE - 17 a 19 de Julho de 2015

Feira TOP Leite surge como uma nova opção para os pecuaristas que buscam aprimorar conhecimento no setor leiteiro. O Leite é considerado um dos alimentos mais saudáveis e completos para o consumo humano.

O objetivo da feira é justamente mostrar técnicas para o aperfeiçoamento da produção e da qualidade desse alimento e dos seus derivados Acontece ente os dias 17 e 19 de julho, no Terra Nova Eventos, em Campo Grande, a primeira Feira TOP LEITE - Cento Oeste. 


O Objetivo é fomentar a pecuária leiteira do Brasil, aperfeiçoar a qualidade do leite e seus derivados, além de buscar o melhoramento dos animais. Com a participação de diversos expositores e eventos direcionados para toda a cadeia produtiva do leite, a feira contará com exposições nos mais variados setores, como: de manejo (ordenhadeiras, pastagem, cercas, maquinários e etc) e animais, além da apresentação de produtos e projetos de empresas de laticínios referentes à cadeia leiteira e melhoria dos mesmos.

Durante a feira o pecuarista poderá apresentar e comercializar seus produtos e animais, demonstrar suas técnicas de manejo e trato e aumentar seus conhecimentos técnicos e práticos. Várias palestras e apresentações de empresas parceiras estão programadas, além da participação de centrais de receptoras, programas de avaliação genética e empresas do ramo.




A Feira TOP Leite - Centro Oeste surge como uma nova opção para o pecuarista que procura aperfeiçoar a qualidade dos animais e agregar conhecimento. O evento contará com a presença de importantes produtores, jornalistas, profissionais do meio agropecuário, empresários, investidores e formadores de opinião.