quarta-feira, 21 de agosto de 2013

MS Forte 2: Arranjos Produtivos Locais e Agraer movimentarão bacia leiteira em MS

" O carro chefe será o leite".
De acordo com a titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo, Tereza Cristina Correa da Costa, o carro chefe será o leite. “Temos dois polos no Estado, o da região de Campo Grande e o de Glória de Dourados, além de ser a renda de muitos agricultores familiares”, disse.

Campo Grande (MS) – Contemplados na 2ª edição do Programa MS Forte 2, que nos próximos anos movimentará 3,6 bilhões de reais, os Arranjos Produtivos Locais (APLs) e a Agência Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural (Agraer) irão movimentar a bacia leiteira do Estado.

A Agraer é um dos parceiros dos Arranjos especialmente no leite, onde entra com a assistência técnica. Nesta edição, segundo dados do governo do Estado, está prevista para a produção e desenvolvimento sustentável 706 milhões de reais e neste montante encontra-se a reforma e ampliação do Centro de Capacitação e Pesquisa da Agraer (Cepaer), com a instalação de laboratórios, aquisição de veículos, materiais de informática e equipamentos.

Já os APLs receberão fomento nos setores de cerâmica, piscicultura, turismo, apicultura, base florestal, vestuário e leite. De acordo com a titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo, Tereza Cristina Correa da Costa, o carro chefe será o leite. “Temos dois polos no Estado, o da região de Campo Grande e o de Glória de Dourados, além de ser a renda de muitos agricultores familiares”, disse.

Segundo o diretor-presidente da Agraer, José Antônio Roldão, as melhoras na infraestrutura da instituição só irão melhorar as ações que já vêm sendo realizadas em parceria com os APLs. “Especialmente na bacia leiteira, onde prestamos assistência técnica e agora iremos contratar também para reforçar os trabalhos”, contou. Para o prefeito de Glória de Dourados, Arceno Athas Júnior, o investimento resgatará a credibilidade do produtor local, que tem umas das produções mais altas do Estado. “O município produz mais ou menos 70 mil litros por dia, mas a produção da região de Glória chega a 200 mil. Mas o primeiro ponto que eu gostaria que fosse mudado é o preço pago pelo litro e segundo, a melhoria da assistência técnica”, destacou o prefeito.

A região de Glória compreende os municípios de: Angélica, Fátima do Sul, Deodápolis, Vicentina, Novo Horizonte do Sul e Glória de Dourados. Já a região de Campo Grande engloba Campo Grande, Jaraguari, Terenos e Rochedo.

Os APLs Segundo o Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), os arranjos produtivos locais são aglomerações territoriais de agentes econômicos, políticos e sociais - com foco em um conjunto específico de atividades econômicas - que apresentam vínculos mesmo que incipientes. Geralmente envolvem a participação e a interação de empresas - que podem ser desde produtoras de bens e serviços finais até fornecedoras de insumos e equipamentos, prestadoras de consultoria e serviços, comercializadoras, clientes, entre outros - e suas variadas formas de representação e associação.

 Em MS atualmente existem 12 APLs: do leite da região de Campo Grande e da região de Glória de Dourados; sucroenergética da região da Grande Dourados; do vestuário da região de Dourados e de Nova Andradina; da piscicultura da Grande Dourados; do Turismo da Serra da Bodoquena; da Cerâmica da região de Rio Verde; da apicultura da região do Pantanal e da região do Bolsão e da base florestal, no município de Ribas do Rio Pardo. Estas encontram-se ativas. Em fase de estruturação estão a da erva-mate na região da Fronteira e a da mandioca no município de Ivinhema.

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Gir - Resolução do Conselho Deliberativo Técnico – CDT

Resolução do Conselho Deliberativo Técnico

Em conformidade com a resolução do Conselho Deliberativo Técnico – CDT, aprovada pelo MAPA, os reprodutores da raça Gir, Categoria LA, abaixo descriminados, só poderão ter seu sêmen utilizado até o dia 31 de agosto de 2013.

Êmulo dos Poções APPG 224
Jaquetão dos Poções APPG 623

Esta decisão resultou do fato que esses dois touros não tiveram sua paternidade reconhecida com o pai declarado ao SRGRZ e tampouco tiveram outra paternidade identificada, em processo que finalizou em 2013, quando então o MAPA concedeu dois anos adicionais para que eventuais doses remanescentes fossem utilizadas.

Contando com a compreensão de vossa senhoria, nos colocamos à disposição para dirimir eventuais dúvidas.

Cordialmente,
Luiz Antonio Josahkian
Superintendente Técnico Associação Brasileira dos Criadores de Zebu - ABCZ
Uberaba - MG
34 3319 3920

Curso de Seleção e Acasalamento da Raça Girolando

Curso de Seleção e Acasalamento

No dia 27 de Setembro de 2013, a Rebanho Assistência Veterinária juntamente com a Alta Genetics, irá realizar um Curso de Seleção e Acasalamento da Raça Girolando, na propriedade do Dr. Luiz Roberto Rodrigues, Fazenda Invernadinha, Município de Campo Grande - MS.

O palestrante será o Dr. Guilherme Marquez de Rezende, Gerente de Produto Leite Nacional, que virá diretamente da Central da Alta Genetics para ministrar este curso.

O valor da inscrição será de R$50,00 , realizada na Rebanho Assistência Veterinária. restam apenas 10 vagas disponíveis para distribuir entre os sócios da Girolando.

 Contato: REBANHO ASSISTÊNCIA VETERINÁRIA LTDA. Av. Américo Carlos da Costa, 320 - Jd América Parque de Exposições Laucídio Coelho) Campo Grande - MS - CEP: 79080-170 67) 3383-0867 / (67) 3382-6496 E-mail: rebanho@terra.com.br