sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Lei de Proteção aos Produtores de Leite

Senado proíbe diferenciação de preços pagos a produtores de leite 

A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado (CRA) aprovou nesta quinta-feira (15), terminativamente Decisão terminativa é aquela tomada por uma comissão, com valor de uma decisão do Senado. Quando tramita terminativamente, o projeto não vai a Plenário: dependendo do tipo de matéria e do resultado da votação, ele é enviado diretamente à Câmara dos Deputados, encaminhado à sanção, promulgado ou arquivado. Ele somente será votado pelo Plenário do Senado se recurso com esse objetivo, assinado por pelo menos nove senadores, for apresentado à Mesa. Após a votação do parecer da comissão, o prazo para a interposição de recurso para a apreciação da matéria no Plenário do Senado é de cinco dias úteis. , projeto que proíbe a diferenciação de preços pagos pelas empresas de laticínios a produtores de leite. A proposta também obriga essas indústrias a informar ao produtores o preço pago pelo litro e leite até o dia 25 do mês anterior à entrega. O projeto agora vai à sanção.

Pelo projeto (PLC 80/11), de autoria do deputado Reginaldo Lopes (PT-MG), a empresa que pagar preços diferenciados aos seus fornecedores estarão sujeitas a pagar indenização à parte prejudicada.
Além disso, caso seja descumprida a determinação de informar o preço que será pago pelo litro do leite até o dia 25 do mês anterior, a proposta determina que a empresa de laticínios pagará ao produtor o maior preço praticado no mercado.
Na justificativa do projeto, o deputado Reginaldo Lopes critica as prática das empresas de laticínios em sua relação com os produtores de leite, como o pagamento de preços mais baixos aos fornecedores que produzem menos e a falta de transparência com relação aos preços praticados. Segundo ele, nessa atividade, “o vendedor só fica sabendo o preço depois de quarenta e cinco dias, em média, do produto vendido”.
O relator, senador Acir Gurgacz (PDT-RO), recomendou a aprovação e salientou que o projeto dará ao setor brasileiro maior estabilidade nas relações comerciais entre produtores de leite e empresas que processam o produto.
“De fato, há uma relação desigual e de maior exposição dos médios e pequenos empreendimentos ao risco quando o laticínio adquire o leite do produtor, mas não lhe informa antecipadamente o preço que pagará pelo produto” – disse o senador.

Ele destacou ainda que o planejamento da atividade leiteira, como qualquer outra, demanda informações antecipadas sobre os custos de produção e os preços do produto.
“Obrigar os laticínios a divulgar os preços que serão pagos até o dia 25 de cada mês permite ao produtor, ao menos, optar por outro laticínio (quando possível), barganhar melhores preços ou mesmo planejar o aumento ou a redução do uso de insumos na produção, a fim de obter a melhor relação custo-benefício de sua atividade”.
Após a aprovação, o senador Acir Gurgacz (PDT-RO) ressaltou que saber o valor do produto antecipadamente é uma antiga reivindicação dos produtores de leite.
- É justo que os produtores de leite possam saber quanto vão receber antes de entregar seu produto – afirmou.

Rodrigo Baptista / Agência Senado

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Preço do leite

Preço do leite cai 4% em novembro

Com o início da safra, o preço pago pelo leite ao produtor em novembro (referente à produção entregue em outubro) caiu 3,9% (3,5 centavos por litro) em relação ao mês anterior, ficando à média de R$ 0,8542/litro – a média é ponderada pela produção dos estados de RS, PR, SC, SP, MG, GO e BA. Entre os fatores que pressionaram as cotações estão o aumento da produção no Sudeste e Centro-Oeste do País e a queda de preços de leite longa vida. Nem a região Sul, onde a oferta diminuiu, conseguiu evitar recuo de preços. Em relação a novembro/10, o preço médio do leite está 12,7% superior em termos reais, ou seja, já descontada a inflação do período (IPCA).

O Índice de Captação de Leite calculado pelo Cepea (ICAP-Leite) ficou praticamente estável entre setembro e outubro, com leve recuo de 0,15%, considerando-se a média ponderada pelos mesmos sete estados. Na região Sul (média ponderada dos três estados), houve queda de 3,5% na captação de leite em função do final da safra de inverno. Já em Goiás, o aumento do índice foi de 4,3%; em São Paulo, de 2,5% e em Minas Gerais, de 1,8%, todos estimulados pela volta das chuvas. O ICAP-Leite/Cepea ficou em patamar 1,4% abaixo do registrado no mesmo período do ano passado. Comparando-se o agregado dos últimos 12 meses com o dos 12 meses anteriores, houve queda de 2,4%.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Revista O Girolando 80

Congresso MT

Congresso vai discutir cadeia leiteira de MT
Nos dias 29 e 30 de outubro haverá o primeiro Congresso do Leite de Mato Grosso (Congreleite), no município de Mirassol D’Oeste (300 quilômetros a oeste de Cuiabá). O evento é organizado pela Associação de Empreendedores Rurais de Mato Grosso (Asseru/MT), com o apoio do Sistema Famato e patrocínio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT). O tema principal é “O Futuro da Produção de Leite em Mato Grosso”.

As inscrições são gratuitas. Para participar, basta se inscrever na sede da Associação Mato-Grossense dos Criadores de GIR (GIR/MT), em Cuiabá, ou nas prefeituras e sindicatos rurais dos municípios de Mirassol D’Oeste, São José dos Quatro Marcos, Araputanga, Pontes e Lacerda, Glória D’Oeste, Curvelândia, Cáceres, Porto Esperidião, Figueirópolis e Rio Branco. Os municípios fazem parte da bacia leiteira mato-grossense. “Mato Grosso tem grande potencial para a produção de leite. Investir e orientar os produtores desta cadeia é uma das prioridades do Sistema Famato. E o Senar, que faz parte do Sistema, já oferece cursos específicos para esta cadeia produtiva.

O Congreleite servirá para multiplicar os conhecimentos e fortalecer este setor que é muito importante para o Estado”, avalia o presidente do Sistema Famato, Rui Prado. Segundo o presidente da Asseru/MT e da GIR/MT, Florindo José Gonçalves, são esperadas 560 pessoas, entre elas produtores, estudantes, empresários, técnicos, fornecedores, pesquisadores e interessados na cadeia leiteira. “Eu acredito que daqui a dez ou 15 anos Mato Grosso será o maior produtor de leite do Brasil. Mas, para isso, serão necessárias três ações fundamentais: as associações trabalharem cada vez mais em prol do leite, o apoio do governo para levar conhecimento aos produtores e a realização do Congreleite em todas as regionais”, pontua Gonçalves.

Os organizadores pretendem realizar o congresso pelo menos duas vezes por ano em Mato Grosso. Os próximos eventos estão previstos para ocorrer em Cuiabá, Rondonópolis e Nova Olímpia. Ao todo, serão realizadas sete palestras. Entre os assuntos abordados estão: morfologia animal, sanidade ou nutrição, mercado do leite em Mato Grosso e no Brasil, programas de governo para a cadeia leiteira, gestão e qualificação, linhas de crédito e incentivos. Gonçalves acrescenta que o congresso será uma oportunidade para os produtores aprenderem como manejar o gado leiteiro para produzir leite durante todo o ano. Uma das sugestões é reservar uma área da propriedade para plantar cana-de-açúcar, que serve de alimento para o rebanho no período da seca.

SERVIÇO - O Congreleite ocorrerá a partir das 9h, no salão de eventos da loja maçônica União e Liberdade, em Mirasol D’Oeste. Para mais informações, o telefone para contato é (65) 3623-9269 ou 3322-7694.

Dieta das Vacas

Mudança na dieta das vacas melhora qualidade do leite


Pesquisas da Embrapa Gado de Leite e Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) estão testando o uso de óleos vegetais na alimentação de vacas, com o objetivo de aumentar a concentração de ácido linoléico conjugado, conhecido como CLA, presente na gordura do leite e benéfico para a saúde humana.

Um leite com propriedades nutracêuticas, bom para o coração e para as artérias, capaz de se tornar um aliado contra o câncer e outras doenças, não teria dificuldades de entrar no mercado, ainda que tenha um custo maior. É o que esperam os pesquisadores.

20/10/11 - Dia de Campo na TV - 8:40

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Palestra - Campo Grande/MS

Palestra
Controle Sanitário em Bovinos Leiteiros

Data: 21/10/2011 – Sexta-Feira
Horário: 19:00h
Local: Parque Laucídio Coelho - Auditório da ACRISUL


Palestrante: Marcos Antônio F. Malacco é médico veterinário e há 10 anos trabalha como gerente técnico na Merial Saúde Animal na área de sanidade de animais de produção.

A palestra ministrada pelo médico veterinário Marcos Antônio Malacco, vai levar para o produtor informações sobre o controle integrado da mastite aliado ao bem-estar animal, pilares fundamentais para o desenvolvimento técnico sustentável da cadeia produtiva do leite no país.

Você sabia que existe vacina para Mastite?
http://br.merial.com/j-vac/index.asp

Merial é uma empresa líder mundial em saúde animal voltada para a inovação, fornecendo uma gama completa de produtos para melhorar a saúde, o bem-estar e o desempenho de várias espécies de animais. www.merial.com.br

Qualidade no Leite


Boas práticas na ordenha

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Curso

Transforme sua Fazenda
29 de novembro a 02 de dezembro

A transformação de uma fazenda em uma empresa eficiente, com mecanismos avançados de gestão, é a proposta do curso “Transforme sua Fazenda”, uma realização da Academia da Pecuária e Coan Consultoria, em parceria com Zoomix Suplementação Animal, Agron, Bigma Consultoria, Phibro, XP Investimentos e Ourofino Agronegócio. As inscrições já estão abertas para a próxima edição do treinamento, que irá ocorrer de 29 de novembro a 02 de dezembro.

 O público-alvo é formado por pecuaristas, técnicos, gerentes de fazenda, funcionários e estudantes da área. O curso visa estabelecer diretrizes para a transformação da fazenda, através de metas claras, simplificando os controles com o uso de planilhas eletrônicas específicas que agregam eficiência e agilidade ao gestor. Ao mesmo tempo, é feita uma abordagem sobre como é possível analisar os resultados financeiros com ênfase na orientação para tomada de decisões e no estabelecimento de metas de produtividade.

O ponto alto do treinamento são os módulos sobre liderança e implantação de tecnologias aplicadas às áreas de nutrição, reprodução e pastagens. Os instrutores serão o médico veterinário Júnior Fernandes e o zootecnista Rogério Coan. Os participantes terão como bônus três planilhas: PEC Gestor-ER (evolução do rebanho), PEC Gestor-CS (capacidade de suporte), e PEC Gestor-SR (suplementação e resultados).

Na opinião de quem já passou pelo treinamento, os conhecimentos agregados são fundamentais para a adoção de práticas eficientes de gestão ;

 “Posso dizer que este curso mudou a minha visão de gestão de fazendas”, assinala José Munhoz Moya Junior, de São Paulo. “Sinto-me motivado a enfrentar meus desafios e vou usar os conhecimentos que aprendi aqui”, declara Rodolfo S. Stein, de Goiás.

 “Gostei da linguagem, da maneira como foi explicado, mostrando a realidade e dia-a-dia de uma propriedade. Isto fez com que abrisse nossas mentes para novos horizontes”, diz Ana Cecília B. do Prado, de Minas Gerais.

Informações e inscrições :
Telefone : (67) 3029-5505
E-mail : anapaula@zoomix.com.br
Site : http://www.academiadapecuaria.com.br/.

O investimento é de R$ 980 por pessoa, sendo que existem condições especiais para grupos de interessados.



Objetivos do treinamento
 • Preparar para o adequado gerenciamento das fazendas de pecuária de corte;
 • Estabelecer diretrizes para a transformação da fazenda em empresa, através de objetivos e metas claras;
 • Determinar os atuais indicadores de desempenho, bem como estabelecer parâmetros de produtividade, levando em consideração a competitividade, crescimento e sustentabilidade na atividade pecuária;
 • Conscientizar os participantes quanto à importância do líder na formação de equipes auto-gerenciáveis, comprometidas e motivadas;
 • Analisar e quantificar os custos e resultados da aplicação das tecnologias de produção, nas áreas de nutrição, reprodução e pastagens;
 • Analisar de forma simples e prática, os resultados financeiros da atividade, para a correta tomada de decisão;
 • Simplificar os controles com o uso de ferramentas que agreguem eficiência e agilidade ao gestor (planilhas eletrônicas específicas). Gestão: Planejamento-Execução-Controles (PEC)
 • Determinação das diretrizes do negócio (onde quer chegar) com definição dos pontos fortes, fracos, ameaças e oportunidades;
 • Estabelecimento de objetivos e metas claras para o sucesso da atividade;
 • Definição e análise dos indicadores técnicos e gerenciais chaves para a performance da atividade (O que, quem, quando, onde, por que e como controlar);
 • Elaboração de plano de contas e demonstrativo de resultados com uso do PEC Gestor (planilha gerencial financeira).

 Liderança:
• Através de atividades específicas, vivenciar os conceitos da liderança eficaz;
 • Desenvolvimento de hábitos que elevem a eficácia pessoal e profissional;
 • Definição e ampliação do grau de pró-atividade e resiliência;
 • Conceituação em gestão do tempo;

Tecnologia:
 • Manejo da pastagem e adequação de suplementos;
 • Análise de custos e resultados da intensificação de pastagens através da adubação;
 • Uso estratégico do confinamento e semi-confinamento;
 • Simulação de resultados técnicos e econômicos da suplementação a pasto e em confinamento (planilhas específicas).

Entre em contato conosco.

Congresso

X Congresso Internacional do Leite
 26 a 28 de outubro

A Embrapa Gado de Leite realiza pela primeira vez no Nordeste brasileiro o Congresso Internacional do Leite.



O evento é considerado hoje o maior e mais tradicional do país, voltado exclusivamente para a cadeia produtiva do leite, e entra em sua décima edição, já tendo percorrido os estados de Goiás, Paraná, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Segundo o chefe geral da Embrapa Gado de Leite, Duarte Vilela, realizar o X Congresso Internacional do Leite em Maceió/AL é reconhecer a crescente importância que a cadeia produtiva do leite tem para a economia nordestina.

O Nordeste produz próximo de quatro bilhões de litros de leite por ano, representando 13% da produção nacional. Em Alagoas, a atividade leiteira é voltada principalmente para a agricultura familiar e a produção está estimada em cerca de 250 milhões de litros/ano. Com a realização do Congresso, a Embrapa Gado de Leite espera contribuir para incrementar ainda mais a produção de leite nordestina. O evento ocorrerá nos dias 26, 27 e 28 de outubro e será uma das atividades comemorativas dos 35 anos da Embrapa Gado de Leite.

A expectativa é que duas mil pessoas, entre produtores, técnicos e profissionais do setor, participem do evento, que será realizado, no Hotel Ritz Lagoa da Anta.

O Congresso – O X Congresso Internacional do Leite é constituído pelo Workshop sobre Políticas Públicas para o Setor Leiteiro e pelo Simpósio sobre Sustentabilidade da Pecuária de Leite no Brasil.

Nos três dias de evento, serão debatidos temas relevantes para o setor, como:
 - Mercado e políticas públicas para o leite;
 - Tendências do mercado de lácteos no Brasil e no mundo;
 - Oportunidade da agricultura familiar voltada para a produção de leite;
 - Experiência de parceria entre laticínios e produtores;
 - Pecuária leiteira de baixo carbono;
 - A cadeia produtiva do leite no Nordeste;
 - Qualidade do leite;
 - Bem estar animal;
 - Genômica animal.

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Agronegócio Brasileiro

Movimento Sou Agro
Mostrando os benefícios sociais, econômicos e ambientais que o setor gera para toda a sociedade.

Empresas e entidades, representativas do agronegócio brasileiro, se uniram para viabilizar o Movimento Sou Agro. A iniciativa tem por finalidade a valorização do agro brasileiro e sua ligação com o dia-a-dia da sociedade. O lançamento aconteceu na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), na capital paulista.


A proposta é enaltecer a representatividade do setor e estabelecer uma interface entre a sociedade urbana e o campo, por meio de campanha publicitária e divulgação em portais e redes sociais. O plano de mídia, cujo investimento inicial é de R$ 12 milhões, no qual os recursos foram disponibilizados por todos os participantes, será executado em duas etapas. A primeira visa tornar comum o tema agronegócio, para isso, serão veiculadas peças em emissoras de TV, jornais, revistas, rádios, cinema e mídia eletrônica em elevadores. A campanha, já em exibição nos principais veículos de comunicação do país, é protagonizada pelos atores Lima Duarte e Giovanna Antonelli.

Em uma segunda etapa, as informações serão disseminadas pelos portais http://www.souagro.com.br/ e http://www.redeagro.org.br/. O primeiro terá como público alvo todo o grande público, já o segundo terá um caráter mais científico, sendo destinado a acadêmicos e pesquisadores da área, oferecendo inclusive análises e estudos. "Será muito importante para esclarecer informações que saem, muitas vezes, equivocadas na grande mídia", explica o coordenador de conteúdo do Movimento Agro e presidente da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), Marcos Jank.

O coordenador do Conselho Gestor do Movimento, ex-ministro e dirigente cooperativista, Roberto Rodrigues, destacou qual seu sentimento com esta ação. "O setor realizou uma colheita e tanto hoje. Há 25 anos eu tento uma articulação para promoção do homem do campo", avaliou.

O movimento



O setor agro brasileiro é responsável por 25% do PIB do país e garante o superávit da balança comercial. Porém, nem toda população tem consciência desta valorosa contribuição do segmento. Por isso, diversas entidades representativas do ramo se uniram neste movimento de grande abrangência.

O Movimento Sou Agro pretende potencializar a imagem do agronegócio nacional, enaltecendo sua capacidade de geração de emprego e renda, abastecimento interno, com contribuições para aumento do poder de compra das famílias, maximizando o desenvolvimento do Brasil com crescimento sustentável.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Leilões

Mega Leilão IMBAÚBA
20 anos

Será no dia 23 de outubroNo parque de exposição Laucidio Coelho (tatersal 2 ACRISSUL).

Serão ofertadas 150 vacas Girolandas, prenhes ou paridas.
Com alta média de produção a pasto.Sempre buscamos selecionar animais adaptados a produção de leite com baixo custo, ou seja“vacas especializadas em transformar capim em leite”.

Contato:
Renato Gasparini Pereira
Dir. ComercialImbaúba Laticínios S/A
67.9954-9667

Associação Brasileira dos Criadores de Girolando

Congresso de Girolando
Reúne mais de 400 pessoas em Araxá

Mais de 400 produtores rurais e pesquisadores estão em Araxá (MG) para conhecer as inovações da pecuária leiteira que estão sendo apresentadas no 1 Congresso Brasileiro da Raça Girolando. O evento foi aberto oficialmente na manhã desta sexta-feira (23/09) no Tauá Grande Hotel e Termas de Araxá. Várias autoridades participaram da solenidade, entre elas: o secretário de Agricultura de Minas Gerais, Elmiro Nascimento, o secretário de Ciência e Tecnologia de Minas, Narcio Rodrigues, os deputados federais Paulo Piau e Aelton de Freitas, o deputado estadual Bosco, o prefeito de Araxá Geová Moreira da Costa, o presidente da Embrapa Gado de Leite Duarte Vilela, o presidente da Comissão de Leite da CNA, Rodrigo Alvim e o presidente da Fepale (Federação Pan-americana do Leite) Vicente Nogueira.

De acordo com o secretário Narcio Rodrigues, a raça Girolando é uma obra genética extraordinária. “O zebu foi importado da Índia. O Holandês e outras raças taurinas vieram da Europa. Já o Girolando foi uma raça criada aqui no Brasil e, por isso, traz a identidade da nossa pecuária. Temos interesse em investir em novas tecnologias para garantir um avanço ainda maior da raça. Vários investimentos já estão sendo feitos nas instituições de pesquisa de Minas Gerais para proporcionar essa evolução”, disse Narcio. Segundo o deputado Paulo Piau, o Brasil investe pouco em ciência e tecnologia. “Enquanto a Embrapa conta com 2.240 pesquisadores, a Petrobras tem mais de cinco mil pesquisadores”, ressaltou.

Os números da Embrapa Gado Leite mostram como os investimentos em melhoramento genético levam ao aumento de produção significativa. De 1989 a 2010, a produção de leite por vaca Girolando em lactação subiu 239% no período. “A produção que antes era de 1990 kg/leite por lactação saltou para 4781 kg/leite. A raça é responsável hoje por 80% da produção de leite do país”, afirmou o presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Girolando, José Donato Dias Filho.

O Brasil produz cerca de 30 bilhões de litros de leite/ano. Já Duarte Vilela ressaltou que há uma grande demanda pela genética da raça Girolando o mercado internacional. “A China tem potencial para importar 50 mil matrizes por ano, pois precisa suprir sua grande demanda por lácteos”, afirmou o presidente da Embrapa Gado de Leite. A programação do Congresso para esta sexta-feira e amanhã inclui uma série de palestras técnicas.

O pesquisador da Embrapa Gado de Leite, Marcos Vinícius Barbosa da Silva, falou sobre os avanços genéticos que a raça vem alcançando e os projetos de seleção genômica. “Vamos iniciar a mensuração de novas características da raça, como termotolerância e de ordenha com/sem bezerro. Para o próximo ano, vamos publicar a conclusão do seqüenciamento do genoma do Girolando, o que nos permitirá identificar marcadores específicos para características que o mercado deseja”, explicou Silva.

As pesquisas com o genoma estão sendo desenvolvidas em parceria com a Universidade de Guelph, do Canadá, e a USDA. A pesquisadora da Embrapa Gado de Leite, Marta Martins, falou sobre a formação do Banco de DNA da raça Girolando, que já conta com 1.063 amostras coletadas dos touros e de filhas dos reprodutores do Teste de Progênie da Girolando.

Os estudos com genoma bovino também foram abordados pelo professor da UNESP, José Fernando Garcia. “Com o desenvolvimento de ferramentas genômicas (especificamente os paineis de marcadores SNP de alta densidade), passa a ser possível realizar o ajuste fino dos cruzamentos e pré-determinar os tipos animais exigidos para cada sistema de produção. É necessário, entretanto, aproveitar a organização e os avanços conquistados pelo programa de melhoramento genético hoje existente no Girolando para desenvolver as pesquisas necessárias para criar testes de DNA preditivos para determinar a melhor combinação cromossômica para cada sistema”, explica Garcia. Outro assunto do dia no Congresso foi a estratégia de cruzamentos na pecuária de leite no Brasil. O consultor e ex-professor da Universidade Federal de Minas Gerais, Fernando Enrique Madalena, destacou a evolução dos cruzamentos a partir da década de 70. “De 1977 a1992, a Embrapa e a FAO realizaram o projeto ‘Desenvolvimento do mestiço leiteiro brasileiro’ onde avaliamos vacas de elite de várias raças que pertenciam a 14 rebanhos mestiços. O projeto tinha critérios de seleção focados em produção, reprodução e adaptação”, destacou Madalena.

A programação ainda terá:

Uso da raça Girolando em programas de seleção buscando a sustentabilidade socioeconômica e ambiental Palestrante: José Luiz Moraes de Vasconcelos (UNESP)

Girolando: Resistência da raça às enfermidades infecciosas e parasitárias
Palestrante: Elizângela Guedes (Embrapa Gado de Leite) Sábado 08h30 às 9h15

Desafios na ordenha de vacas Girolando F1
Palestrante: Ronaldo Braga Reis (UFMG) 09h15 às 10h

Potencial do Girolando para alta produção de leite e sólidos
Palestrante: Marcos Neves Pereira (UFLA) 10h às 12h

Mesa Redonda com os palestrantes e discussão em Plenário
MODERADOR: Marcos Neves Pereira (UFLA)

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Mato Grosso do Sul

MS vive o “despertar do leite” 
Valorização e divulgação da raça

Desde a divisão do estado do Mato Grosso, em 1977, o Mato Grosso do Sul, criado a partir daquele ano, não vivia um momento tão importante no que diz respeito à produção leiteira. Especialmente nos últimos 10 anos o Núcleo dos Criadores de Girolando do Mato Grosso do Sul tem desenvolvido importantes ações de valorização e divulgação da raça, com a finalidade de mostrar ao Brasil a qualidade do rebanho sul-mato-grossense e a aptidão dos animais para a produção leiteira.

22 Cidades: Antonio João / Aparecida do Taboado / Aquidauna/ Batayporã / Bela Vista / Campo Grande / Cassilândia / Corumbá / Costa Rica / Dourados / Glória de Dourados / Guia Lopes da Laguna / Miranda / Nova Andradina / Novo Horizonte do Sul / Paranaíba / Paranhos / Ponta Porã / Rio Brilhante / São Gabriel do Oeste / Três Lagoas / Vicentina

No primeiro semestre deste ano, o NCGMS teve motivos de sobra para comemorar com os produtores todos os avanços. O lançamento de uma nova logomarca - mais moderna e dinâmica - ajudou a traduzir com mais fidelidade a missão do núcleo, que é de integrar os criadores da raça no Estado.




Entre as principais atividades desenvolvidas está a inauguração da nova sede do Girolando, a realização do 1º Leilão Virtual e as participações nas principais feiras do Estado.


De acordo com a presidente do NCGMS, Aurora Trefzger Cinato Real, a criação de uma sede dentro do Parque de Exposições Laucídio Coelho, em Campo Grande, capital do estado, é um grande apoio da Acrissul à classe e contribui para a integração entre os produtores. “Inaugurado em Dezembro de 2010, este espaço representa um ponto de encontro para os girolandistas. O espaço é bastante utilizado, principalmente durante as feiras e reuniões do grupo”, comentou.

Nos últimos meses, a raça teve uma ampla divulgação nas exposições agropecuárias do Estado. No mês de Abril, durante a Expogrande 2011 o número de animais e criadores inscritos foi muito superior ao que aconteceu na edição anterior da feira, que é uma das mais importantes no cenário nacional. O encontro contou ainda com torneio leiteiro e julgamento ranqueado.

Na feira de Paranaíba, realizada em paralelo à 9ª Expoleite, a 3ª edição de julgamento ranqueado do Girolando teve participação de animais e produtores de outros estados, a exemplo de Goiás. Sobre este evento a zootecnista e jurada efetiva da Raça Girolando, Lilian Mara Borges Jacinto, relata que o gado em exposição apresentou excelente qualidade e lembrou que muitos deles já haviam participado de eventos importantes no circuito nacional, como a Megaleite. “Foi de muito valor não só a qualidade dos animais, mas também a competência do Núcleo dos Criadores de Girolando de Mato Grosso do Sul, porque a equipe provou que está sempre buscando a divulgação da raça com entusiasmo e convicção da relevância dela para a pecuária leiteira nacional”, salientou a zootecnista.

As potencialidades da raça também foram destaques durante a 41ª Expocenter, realizada em Cassilândia, também no interior de Mato Grosso do Sul, e que é considerada a maior exposição ranqueada do Girolando da região. Assim como na feira de Paranaíba, em Cassilândia mais uma vez a participação de produtores de unidades da federação foi fundamental para o sucesso da empreitada.

Para finalizar o semestre, no início do mês de Agosto, durante a 3ª Expanleite, em Aquidauana, município que fica a 125 km da capital do Estado, além da exposição de animais, a programação do evento incluiu o shopping leiteiro, o torneio leiteiro do Pantanal e o 3º Dia do Leite de Aquidauana.

Outro importante passo dado pela entidade foi a realização do 1º Leilão Virtual. O evento transmitido pelo Agro Canal teve 70 animais inscritos.


“O resultado do leilão foi fantástico, além da excelente comercialização, após o evento muitos criadores nos procuraram interessados em adquirir os animais registrados. No passado vender um animal registrado era bem difícil, pois, o produtor julgava o valor alto demais, hoje ao contrário, ele vincula a questão do registro com a qualidade”, comentou Aurora.

Novos tempos de acordo com o vice-presidente do NCGMS, Ronan Salgueiro, além de todas estas ações estratégicas, em 2011 o trabalho do grupo ganhou mais força com o apoio do Conseleite-MS. “O Conseleite desenvolve um importante papel na busca pela valorização do setor leiteiro do Mato Grosso do Sul, ou seja, agora temos o elo inteiro unido na tentativa de estabelecer o preço do leite”, mencionou.

Compartilha a mesma ideia o consultor da raça Girolando, Celso Menezes, que destacou os pontos arrojados da iniciativa. “Dentre várias ações, esta também servirá para o fomento da produção leiteira no Estado, principalmente pela pouca disponibilidade de animais para multiplicação de material genético superior. O leilão também traz vantagens imediatas aos compradores, através, por exemplo, da facilidade de pagamento. Outro ponto é o fato de oferecer animais de qualidade, inspecionados por uma comissão técnica e portadores de todos atestados sanitários que endossam a saúde dos mesmos. Enfim, esperamos que a ação tenha despertado nos produtores sul-mato-grossenses uma grande oportunidade de ampliar suas receitas da atividade de produzir leite, através da comercialização de animais”, relatou o consultor.



As atividades desenvolvidas pelo grupo resultam no que está sendo denominando “o despertar do leite em Mato Grosso do Sul”. Ronan afirma que o Girolando é a raça brasileira mais popular do País, quando se trata de produção leiteira, e que esta credibilidade está conseguindo ganhar o mundo. “O nome vem apresentando um crescimento mundial e a Associação Nacional vem trabalhando muito forte para divulgar essas características favoráveis. Em Mato Grosso do Sul não é diferente, os animais criados nas propriedades do Estado passam a ter mais valor e a procura se torna ainda maior”, mencionou.

De acordo com a diretoria, a cada dia novos produtores querem se associar ao Núcleo, que hoje conta com mais de 75 associados. “A expansão e a valorização do setor leiteiro no estado é uma realidade.

No próximo ano, Campo Grande será a sede do Congresso Brasileiro do Leite, o que demonstra que os produtores da região e principalmente do país começam a perceber como o Mato Grosso do Sul é um mercado importante para o leite”, comemorou o vice-presidente do NCGMS.

Associação Brasileira dos Criadores de Girolando

1ºCongresso Brasileiro da Raça Girolando
Genética, Melhoramento animal, Cruzamentos, Fertilidade, Produção de sólidos e Sanidade


Começou nesta quinta-feira (22), em Araxá, o 1º Congresso Brasileiro de Gado Girolando. As palestras abordarão temas técnicos e científicos, como genética, melhoramento animal, cruzamentos, fertilidade, produção de sólidos e sanidade. O evento segue até 24 de setembro e é promovido pela Associação Brasileira dos Criadores de Girolando, Embrapa Gado de Leite e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.


O 1º Congresso Brasileiro da Raça Girolando, que tem por objetivo discutir o futuro desta Raça que se tornou a principal alternativa para produção de leite nos trópicos, suas oportunidades e seus maiores desafios. Serão abordados temas importantes como o Programa de Melhoramento Genético da Raça Girolando, formação do banco de DNA da raça, uso de marcadores moleculares no programa de seleção, estratégias de cruzamentos, sustentabilidade da produção, pontos fortes dos animais girolando, entre outros. Marque na sua agenda este compromisso, você não pode ficar fora desta programação.

A abertura oficial do evento será nesta sexta-feira (23), às 8h30, com a participação do secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, Elmiro Nascimento. A raça surgiu do cruzamento do gado holandês com o gir, mais adaptado às condições climáticas tropicais, e tornou-se a principal raça leiteira do Brasil, responsável por cerca de 80% da produção.

Minas Gerais, que possui a maior bacia leiteira do país, responde por quase um terço da produção nacional, com aproximadamente 7,9 bilhões de litros por ano. Diante deste contexto, o Governo de Minas criou o programa Minas Leite, que visa a implementação de políticas públicas para melhorar a qualidade da produção estadual.

Em 2011, a meta do programa coordenado pela Seapa é contar com pelo menos 1.000 fazendas assistidas por técnicos do Governo. Cada propriedade serve de unidade modelo para outras dez fazendas, gerando um processo multiplicador das técnicas de produção e de gerenciamento. Em quatro anos, já foram registradas melhorias significativas no processo produtivo das fazendas integradas ao programa. Com a finalidade de discutir os assuntos de interesse do setor leiteiro e dar suporte à elaboração de políticas públicas e privadas voltadas para o segmento.

O Governo de Minas criou também o Fórum do Leite, em agosto deste ano. Coordenado pelo governador Antonio Anastásia, o Fórum conta com a participação de representantes dos diversos segmentos ligados à cadeia produtiva do leite. De acordo com o secretário Elmiro Nacimento, essa iniciativa é um compromisso prioritário do Estado e corresponde a um dos deveres do governo, que é o de incentivar a produção e a industrialização do produto.

Itaquirai / MS

1ª Mostra de Gado Leiteiro
Agricultura Familiar no Mato Grosso do Sul 

A MOSTRA DE GADO LEITEIRO PARA A AGRICULTURA FAMILIAR NO MATO GROSSO DO SUL será realizado dentro da 7º Feira estadual de Sementes Crioulas e de Alimentos da Agricultura Familiar do MS, nos dias 4,5 e 6 de Novembro de 2011 no Kartódromo municipal Ayrton Sena em Itaquirai .

A Feira terá um público de 5.000 agricultores familiares, organizados em caravanas, e linha de crédito disponível com potencial de 2.000 assinaturas do PRONAF.

A mostra de gado leiteiro tem como finalidades:

a) Expor para os agricultores presentes animais de aptidão leiteira, animais com características zootécnicas propensas a alta produtividade leiteira.

b) Demonstrar aos interessados, principalmente aos produtores, animais com aptidão leiteira e os preços reais destes animais.

c) Promover conhecimentos na área de características zootécnicas de animais de aptidão leiteira para os agricultores terem conhecimento na hora de efetuarem compra de animais para sua propriedade.

d) Proporcionar maior aproximação entre selecionadores, criadores e produtores rurais, para troca de informações e possibilitar oportunidades de negócios de compra e venda.

Será oferecida linha de crédito do PRONAF para compra de animais com aptidão leiteira. 


Circuito Rural - Mato Grosso do Sul

Circuito Rural leva capacitação a Itaquiraí
Tecnologias, gestão ambiental e financeira

O emprego de tecnologias sociais, com o uso de materiais recicláveis no campo, a gestão ambiental e financeira na pequena propriedade são alguns dos assuntos tratados no Circuito Rural Tecnologia no Campo, do Sebrae, que estará hoje (21), na cidade de Itaquiraí, localizada na região do cone-sul do Estado. O evento, que conta com a parceria da Prefeitura de Itaquiraí, será realizado no Assentamento Indaiá que fica a cerca de 10 quilômetros da área urbana e reúne aproximadamente 630 famílias. As atividades serão realizadas das 8h30min às 17 h, com dias de campo sobre horta e leite.

Os dois temas serão ministrados simultaneamente pela manhã e novamente à tarde. Manejo sanitário, calendário de vacinas, prevenção a doenças, plantio planejado, gestão ambiental, controle financeiro e de produção estão entre os assuntos abordados nas aulas teórico-práticas, ministradas por técnicos do IBS – Instituto Biosistêmico.

Além das orientações, os alunos recebem cartilhas, sementes, calendário de gestação, fita métrica para aferir peso do animal entre outros recursos para emprego na atividade. “A proposta é que com estas informações o produtor consiga inovar, melhorando seu desempenho no campo”, destaca o técnico do Sebrae, Carlos Eduardo Cordeiro. Trabalhando os aspectos de produção e de gestão financeira, os encontros visam também, de acordo com o gerente de agronegócio do Sebrae, Marcus Rodrigo de Faria, preparar a pequena propriedade para acessar a programas específicos do governo. “Por lei, 30% da compra da merenda na rede pública de ensino tem que ser proveniente da agricultura familiar. E esta precisa se preparar para atender às exigências, como a regularidade no fornecimento”, destaca.

Nesta semana, o evento estará também na sexta-feira, 23, em Mundo Novo. Ao todo, com apoio da Seprotur, percorrerá 27 municípios do Estado, atendendo a cerca de dois mil produtores rurais. A ação acontecerá em todas as cidades participantes do Prolocal - Projeto de Apoio ao Desenvolvimento Econômico dos Municípios de MS, do Sebrae. O Circuito Rural Tecnologia no Campo já passou por Maracaju, Sidrolândia, Dourados, Caarapó, Aral Moreira, Ponta Porã, Bataguassu, Três Lagoas, Batayporã e Ivinhema. Até novembro chegará a Ribas do Rio Pardo, Campo Grande, Bandeirantes, Rio Negro, Coxim, Sonora, Nioaque, Bonito, Bodoquena, Porto Murtinho, Selvíria, Aparecida do Taboado, Inocência, Chapadão do Sul e Costa Rica.

Iguatem / MS - 3ª Feira do Leite

3ª Feira do Leite em Iguatemi
Agraer oficializa parceria.

Foi oficializada na manhã desta segunda-feira (19) a parceria na realização da Feira do Leite, que acontece de 1º a 4 de dezembro em Campo Grande entre o diretor-presidente da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), José Antônio Roldão, com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Iguatemi, Edivaldo Luiz Dutra Vargas. Durante a reunião, o secretário apresentou ao diretor da Agraer o projeto da feira, que se encontra em sua 3ª edição e é realizada com o objetivo de despertar a atenção dos vários elos da cadeia do leite para o potencial da região, e fortalecer a economia e a imagem da atividade e dos produtores que nela atuam. A programação do evento inclui shows com artistas regionais e nacionais; competições rurais com provas funcionais e rodeio; exposição de animais; torneio leiteiro e julgamento de raças leiteiras. Junto com a feira acontece também o Seminário do Leite do Território Cone Sul; o Pavilhão da Agricultura Familiar, com exposição e comercialização de produtos; a reunião estadual de técnicos da Agraer da área de bovinocultura leiteira, além de um espaço destinado à exposição e comercialização de equipamentos e maquinários. (Com informações Notícias MS)

Leilões

1º Leilão Virtual do NCGMS
Qualidade da Raça Girolando

A raça leiteira mais popular do Brasil esteve em destaque durante o 1º Leilão Virtual do Núcleo dos Criadores de Girolando de Mato Grosso do Sul. Com mais de 70 animais inscritos, o evento foi marcado pela realização de grandes negócios. Segundo o vice-presidente do núcleo, Ronan Salgueiro, a ação contribuiu para a divulgação da qualidade dos animais e fortaleceu a união entre os Girolandistas. “O leilão foi muito bom e importante para unir a classe, sendo o primeiro evento depois de 10 anos de criação do NCGMS. Além das vendas expressivas com valores importantes, ele mostrou o interesse dos criadores em aumentar a produção leiteira no Estado, e demonstrou também a credibilidade do grupo,que não é só de produtores de leite e sim de selecionadores genéticos”, mencionou.



De acordo com a presidente, Dra. Aurora Trefzger Cinato Real, a qualidade do rebanho apresentado despertou o interesse de inúmeros criadores. “O resultado do leilão foi fantástico, além da excelente comercialização, após o evento muitos produtores nos procuraram interessados em adquirir os animais registrados. No passado vender um animal registrado era bem difícil, pois, o produtor julgava o valor alto demais, hoje, ao contrário, ele vincula a questão do registro com a qualidade”, comentou Aurora.

Diante do sucesso do 1º Leilão Virtual, o grupo já está se organizando para a próxima edição do evento, que deverá acontecer em Julho de 2012.

Brasil

Consumo de leite do brasileiro é menor do que se pensava
128 litros por ano no Brasil

Ao contrário do que se pensava, o consumo per capita de leite, estimado em 150 litros por ano no Brasil, não ultrapassa os 128 litros, incluindo seus derivados (leite em pó, queijos, requeijão, iogurte, leite fermentado e outros produtos lácteos).

A conclusão é da Associação Brasileira dos Produtores de Leite, a Leite Brasil, após recálculo com base em dois estudos: Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) 2008-2009, e estudo especial Análise do Consumo Alimentar Pessoal no Brasil, ambos divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em julho. Para chegar a esta nova leitura, a Leite Brasil estimou o consumo de leite líquido, leite em pó, queijos e requeijão, iogurte e leite fermentado e outros produtos lácteos, separando o volume consumido do volume utilizado pela indústria alimentícia.

O levantamento aponta que o déficit de consumo é de 72 litros, considerando como meta a recomendação do Guia Alimentar para a População Brasileira, do Ministério da Saúde, que sugere três porções diárias de leite e derivados, equivalentes a 200 litros por ano. Segundo Jorge Rubez, presidente da Leite Brasil, o estudo mostra que o brasileiro sofre uma defasagem forte de consumo de leite e seus derivados e esse problema precisa ser solucionado. “É preciso trabalhar em prol da cadeia produtiva como um todo, pois para atingir o nível de consumo ideal recomendado pelo Guia Alimentar, a produção de leite do país precisa aumentar cerca de 50%”, completa. De acordo com estatísticas da International Dairy Federation (IDF), a diferença no consumo de leite líquido é ainda maior quando o Brasil é comparado a outros países.

Enquanto o consumo do brasileiro é de 47,6 litros por ano, os uruguaios bebem, em média, 74,2 litros, e os norte-americanos superam os brasileiros, contabilizando 81,9 litros anuais.

O consumo per capita de queijo no Brasil também é um dos mais baixos do mundo. Enquanto os brasileiros consomem 4,4 kg por ano, na França são comercializados 26,1 kg.

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Exposições Agropecuárias do Estado

As potencialidades da raça


Nos últimos meses, a raça teve uma ampla divulgação nas exposições agropecuárias do Estado. No mês de Abril, durante a Expogrande 2011( Confira os campeões da feira ) o número de animais e criadores inscritos foi muito superior ao que aconteceu na edição anterior da feira, que é uma das mais importantes no cenário nacional. O encontro contou ainda com torneio leiteiro e julgamento ranqueado.


Na feira de Paranaíba, realizada em paralelo à 9ª Expoleite ( Confira os campeões da feira ), a 3ª edição de julgamento ranqueado do Girolando teve participação de animais e produtores de outros estados, a exemplo de Goiás. Sobre este evento a zootecnista e jurada efetiva da Raça Girolando, Lilian Mara Borges Jacinto, relata que o gado em exposição apresentou excelente qualidade e lembrou que muitos deles já haviam participado de eventos importantes no circuito nacional, como a Megaleite. “Foi de muito valor não só a qualidade dos animais, mas também a competência do Núcleo dos Criadores de Girolando de Mato Grosso do Sul, porque a equipe provou que está sempre buscando a divulgação da raça com entusiasmo e convicção da relevância dela para a pecuária leiteira nacional”, salientou a zootecnista.

As potencialidades da raça também foram destaques durante a 41ª Expocenter ( Confira os campeões da feira ), realizada em Cassilândia, também no interior de Mato Grosso do Sul, e que é considerada a maior exposição ranqueada do Girolando da região. Assim como na feira de Paranaíba, em Cassilândia mais uma vez a participação de produtores de unidades da federação foi fundamental para o sucesso da empreitada.


Para finalizar o semestre, no início do mês de Agosto, durante a 3ª Expanleite, em Aquidauana, município que fica a 125 km da capital do Estado, além da exposição de animais, a programação do evento incluiu o shopping leiteiro, o torneio leiteiro do Pantanal ( Confira os campeões da feira ) e o 3º Dia do Leite de Aquidauana.

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Genoma do Girolando

Pesquisa inédita 
Sequenciamento do genoma do Girolando

Pesquisadores acreditam que o sequenciamento do genoma irá conferir maior agilidade e eficiência às pesquisas

Uma pesquisa inédita para identificar o genoma da raça bovina Girolando começou a ser desenvolvida por pesquisadores da Embrapa Gado de Leite. Até agora, os estudos realizados nesta área, tanto no Brasil quanto em outros países, foram feitos apenas com animais taurinos e zebuínos. "Vamos comparar os bovinos oriundos de cruzamento com taurinos e zebuínos para saber qual a diferença entre eles. Futuramente, essas informações poderão auxiliar no processo de seleção das fazendas", diz Marcos Vinicius Silva, pesquisador da Embrapa Gado de Leite, que irá conduzir as pesquisas. Ele também está realizando o sequenciamento do genoma das raças Gir Leiteiro e Guzerá, cujos resultados devem ser anunciados no final do ano.

O touro escolhido para a pesquisa é IPA Bochecho (Girolando Puro Sintético - PS), pertencente à Empresa Pernambucana de Pesquisa Agropecuária - IPA. O animal vem de uma linhagem de várias gerações de PS e faz parte do Teste de Progênie da Girolando. A estimativa é que em dois anos os resultados sejam anunciados. O Girolando é uma raça criada no Brasil, a partir do cruzamento entre as raças Gir e Holandês, e é responsável por 80% da produção de leite do país. Por manter boa produção em regiões tropicais, alimentando basicamente de pasto, tem sido bastante procurada por países da África, Américas do Sul e Central, entre outros.

Os pesquisadores acreditam que o sequenciamento do genoma irá conferir maior agilidade e eficiência às pesquisas que buscam identificar genes que afetam características de produção ou que causam enfermidades genéticas. "A seleção genômica tornará possível o melhoramento de características de mensuração difícil ou tardia e a formação de rebanhos mais produtivos, eficientes, saudáveis e com alta produção leiteira", garante Silva, que será um dos palestrantes do 1º Congresso Brasileiro da Raça Girolando, evento marcado para ocorrer entre os dias 22 e 24 de setembro, em Araxá (MG). O pesquisador falará sobre os resultados e perspectivas do Programa de Melhoramento Genético da Raça Girolando (PMGG). Outro palestrante do evento com estudos na área genômica é o pesquisador da UNESP, José Fernando Garcia, coordenador do projeto do genoma de zebuínos, cujos resultados foram anunciados esta semana.

No Brasil, os estudos com genoma vêm sendo desenvolvidos por várias universidades e centros de pesquisa. A expectativa é de que em um futuro breve a seleção genômica possa ser aplicada nas propriedades. Como ela é baseada em milhares de marcadores moleculares, o tempo necessário para concluir as avaliações cairá de cinco para um ano. Por enquanto, o criador pode selecionar com base em alguns marcadores moleculares incluídos no Sumário de Touros Girolando, divulgado anualmente pela Associação Brasileira dos Criadores de Girolando e Embrapa Gado de Leite, além dos índices zootécnicos e da avaliação visual.

Cassilândia / MS

EXPOCENTER
A MAIOR EXPOSIÇÃO DE MS



O Sindicato Rural de Cassilândia e o Núcleo de Criadores de Girolando MS realizaram a 5ª exposição ranqueda de animais da raça girolando em Cassilândia durante a Expocenter 2011. No total, 20 expositores participaram da feira apresentando 120 animais, os quais foram julgados pelo Juiz José Jacinto Junior, especializado em raças leiteiras zebuínas.

Figura Canguru AMS Santa Luzia, de propriedade de Anízio Manoel da Silva, de Paranaíba-MS, foi a grande campeã entre os animais ½ sangue; enquanto Ponte Alta IT, de Itamir Farias Vale, de Itarumã-GO, foi a grande campeã no grau de sangue 5/8 e Jucah Esnobe Dom Nonato do criador Ildo Ferreira, de Rio Verde, foi a vencedora no grau de sangue ¾.

Ao finalizar o julgamento, o Juiz José Jacinto falou sobre o crescimento da raça girolando no estado de Mato Grosso do Sul, especialmente na região do bolsão, destacando o melhoramento genético dos animais e a quantidade de exemplares apresentados na pista para julgamento. “A Exposição de Cassilândia mostra a força do girolando no estado de Mato Grosso do Sul. Parabéns ao Sindicato Rural pela organização da exposição”.
O presidente do Sindicato Rural de Cassilândia, Antônio Gentil, ressaltou o crescimento da exposição girolando durante a Expocenter e a satisfação de conseguir realizar a maior exposição girolando do estado em Cassilândia. “Estou feliz com o que vejo. Agradeço a cada um dos expositores por ter participado desta que é maior exposição girolando do estado, superior, inclusive, à exposição realizada em Campo Grande, a qual contou com 95 animais em julgamento. O sindicato está no caminho certo ao investir na exposição girolando”.

Estiveram presentes em Cassilândia participando do evento 20 expositores dos estados Goiás e Minas Gerais, além de Mato Grosso do Sul.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Aquidauana / MS - 3ª Expanleite 2011



Por que a reprodução afeta sua produção de leite?

IMPACTO DA REPROUÇÃO E IATF NA PRODUÇÃO DE LEITE

O desempenho reprodutivo é responsável direto pela produção de leite por dia de vida útil da vaca.

alt PALESTRA EM .PDF (Clique aqui)

Cassilândia / MS

LEITE FERVENDO
41ª Expo Center / Cassilândia

Começa os preparativos para a 41ª Expo Center 2011 de .
Já esta quase tudo pronto para a realização.
Nesta terça feira (19) o parque de exposições de Cassilândia recebeu os primeiros animais que vão participar do XI Torneio Leiteiro na cidade.

No total 18 animais estarão concorrendo aos prêmios que serão ofertados nas categorias vaca e novilha. O sindicato rural organiza o evento juntamente com associação dos produtores de leite - Cassileite.

A partir de segunda feira (25) começam a chegar os animais Girolando que serão julgados na quinta (28), sendo esperados mais de 100 animais no recinto.

O Núcleo convida os amigos Girolandistas para a exposição ranqueada de Cassilândia a ser realizada no período de 25 a 31 de julho de 2011, com julgamento no dia 28 de julho (quinta-feira).

Será fornecido o volumoso, silagem de milho, e alimentação para os tratadores. No dia do julgamento será fornecido um almoço de confraternização para os expositores e convidados.

Os interessados devem manter contato pelo telefone 9982.4831 (Luiz).

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Grandes Produtores e Muita Genética

 

O Núcleo dos Criadores de Girolando de Mato Grosso do Sul convida a todos os interessados em estimular o Setor leiteiro deste Estado a participar conosco.

1º LEILÃO VIRTUAL
NÚCLEO DOS CRIADORES DE GIROLANDO
DE MATO GROSSO DO SUL
Dia 24 de julho de 2011
Domingo às 10hs ( Horário de Brasília )
Transmissão TV E INTERNET

AgroCanal, durante o tradicional Mercado do Leite ( TV e Internet )


Para o todo o Brasil, a qualidade, rusticidade e produtividade do rebanho de Mato Grosso do Sul.

O Núcleo dos Criadores de Girolando de MS, com muita dedicação, união e vontade trabalhou intensamente para a realização deste evento, a fim de divulgar a qualidade do rebanho leiteiro de Mato Grosso do Sul.
Cabe ressaltar que o nosso Estado já possuí animais premiados em pistas fora do Estado, inclusive na MEGALEITE, considerada a maior amostra de Girolando do Brasil e, também, touros que estão sendo coletados em Centrais e são participantes do Teste de Progênie do Girolando Nacional, fato este que é motivo de orgulho e deve servir de estímulo para fortalecermos a raça no Estado.

Temos certeza que todos da família Girolando estarão nos apoiando com a sua participação, através de negociações e divulgação do nosso evento.

Por que a reprodução afeta sua produção de leite?

IMPACTO DA REPROUÇÃO E IATF NA PRODUÇÃO DE LEITE
Palestra


Data: 21/07/2011 - Quinta Feira
Horário: 19:00h
Local: Parque Laucídio Coelho - Auditório da ACRISUL
 
Palestrante: João Paulo Barbuio
Gerente Técnico: MSD Saúde Animal.
 
http://www.msd-saude-animal.com.br/

Duração da palestra: 1 hora.


O desempenho reprodutivo é responsável direto pela produção de leite por dia de vida útil da vaca.

O impacto da reprodução na produção de leite é explicado pela curva de lactação, pois a produção declina gradativamente após o pico de lactação. Assim, quando uma vaca demora muito para emprenhar, a mesma permanece muito tempo de sua vida produtiva após o pico de lactação.

O declínio da produção de leite após o pico de lactação é mais acentuado em vacas mestiças (Girolando, por exemplo) do que em vacas puras (Holandesas, por exemplo), mas independente do rebanho trabalhado, a produção de leite da propriedade sempre será menor quanto maior for o intervalo entre partos (IEP) médio.

O principal desafio para reduzir o IEP em rebanhos mestiços é o anestro pós-parto. Como nessa categoria a secagem se dá por critério de produção, fazendas com deficiências na reprodução apresentam muitas vacas secas e, portanto, a porcentagem de vacas secas no rebanho é um índice simples e confiável para se avaliar eficiência reprodutiva.

Já em vacas de alta produção (raças européias puras), por apresentarem menor queda na produção pós-pico de lactação, a secagem se dá seguindo critérios de reprodução – geralmente seca-se a vaca entre 45 e 60 dias pré-parto, ainda com boa produção. Assim, fazendas com deficiências na produção apresentam muitas vacas com muitos dias em lactação e, portanto, os dias em lactação médio do rebanho é o índice de escolha para uma avaliação simples e rápido da eficiência reprodutiva.

Na palestra discutiremos como podemos melhorar a produtividade emprenhando as nossas vacas mais cedo.

Teste de Progênie 2011

Resultado Teste de Progênie 2011

É aguardada com grande expectativa a divulgação dos resultados do Sumário de Touros 2011, no dia 29 de junho, durante a MEGALEITE, que acontece de 26 de junho a 03 de julho em Uberaba - MG. Na realidade este é mais um capítulo importante do Programa de Melhoramento Genético da Associação do Girolando, que contempla um robusto trabalho envolvendo diversos segmentos, criadores, pesquisadores, técnicos da casa e rebanhos colaboradores.



Os criadores, absolutamente comprometidos com as modernas tecnologias e com a visão muito clara da busca pela seleção moderna e eficaz da raça, tem dado sua contribuição. Contamos com o respaldo científico e apoio incondicional da Embrapa Gado de Leite através dos seus pesquisadores que coordenam este trabalho. Os rebanhos colaboradores vêm crescendo significativamente nos últimos anos, dando maior confiabilidade aos resultados. As centrais de produção e comercialização de sêmen ajudam na divulgação deste trabalho, levando aos criadores de todo o Brasil este importante material genético. Valorizamos também a dedicação e envolvimento integral da equipe Girolando que tem se desdobrado em esforços para garantir a eficiência deste programa.

A divulgação do resultado de um grupo de touros do Teste de Progênie sintetiza todo um trabalho árduo de 5 ou 6 anos, e carrega ainda, a expectativa e o voto de confiança do mercado neste programa, cuja resposta vem sendo medida pelo crescimento do número de doses comercializadas de sêmen da Raça Girolando a cada ano, mais de 164,72% nos últimos 5 anos.

Neste momento, que divulgamos o Sumário de Touros 2011, reiteramos nossa crença no potencial do Girolando de se consolidar como a Raça mais importante para a produção de leite do Brasil e de outros países tropicais.

Contamos com o apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA
em todos os projetos técnicos da casa, e reafirmamos o compromisso desta Diretoria

Executiva - Triênio 2011/2013 que confiança, trabalho, disposição e recursos não nos
faltarão na condução deste, que é o principal plano de ação desta gestão, o Programa de Melhoramento Genético da Raça Girolando.

É um privilégio estarmos dividindo este momento importante com tantas pessoas e
entidades de interesses comuns, e juntos estamos escrevendo mais um capitulo da história de uma raça marcada pelo sucesso: O Girolando.

SUMÁRIO DE TOUROS DA RAÇA GIROLANDO (2011)

Megaleite 2011 - Uberaba/MG

Megaleite 2011 bate novos recordes

Com a participação das principais raças leiteiras do país, a 8ª edição da Megaleite 2011 registrou recordes nos torneiros leiteiros, sediou importantes debates e atingiu expressiva movimentação financeira. A feira, ocorrida de 26 de junho a 3 de julho, no Parque Fernando Costa, em Uberaba (MG), teve um volume de negócios estimado em R$ 50 milhões, incluindo as vendas de animais em13 leilões e cinco shoppings, além da comercialização de produtos pelas empresas participantes do evento.

Em sete dias de mostra, passaram pelo Parque Fernando Costa cerca de 40 mil pessoas de vários estados brasileiros e também do México, Venezuela, Colômbia, Índia e Holanda. O público conferiu a qualidade genética de dois mil animais de sete raças bovinas (Girolando, Gir Leiteiro, Guzerá, Sindi, Simental, Pardo-Suíço e Indubrasil), além de búfalos.

No Torneio Leiteiro da raça Girolando, foram registrados três recordes. Entre eles, da fêmea ¾ de sangue Serra Bela Odyssey Bruna, que atingiu a maior produção da feira com 21,360 kg/leite em nove ordenhas e média de 72,453 kg/leite. O recorde anterior era de 72,320 kg/leite de média. Também houve recorde na raça Gir Leiteiro. A vaca Via Fia JMMA superou a própria marca atingindo produção total 148,180 kg/leite e média de 49,393 kg/leite. Além do recorde mundial, a vaca foi é a grande campeã da raça na Megaleite. A lista dos campeões da feira, tanto do Torneio quanto do julgamento, está disponível no site da Girolando (girolando.com.br/megaleite2011).

Pela primeira vez, a feira teve o projeto Megaleite Sustentável. Cerca de 100 kg de resíduos de saúde animal foram coletados. Já a coleta seletiva de embalagens gerou mais de uma 1,4 toneladas de materiais, que foram destinados para reciclagem. Houve também a coleta de óleo de fritura gerado por restaurante que funcionou durante a feira. Os 129 litros de óleo coletados por uma empresa especializada foram trocados por detergente e água sanitária.

Na parte de responsabilidade social, a feira recebeu três mil estudantes no projeto Giroleite, cujo objetivo é mostrar às crianças e adolescentes como funciona a cadeia produtiva do leite.

A Megaleite também teve importantes debates. Com a presença de diversas autoridades nacionais, a abertura oficial da mostra levou ao público presente as novidades do texto do Código Florestal. Durante a audiência pública externa da Comissão da Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados, os parlamentares explicaram as principais alterações na legislação.

Outro evento que marcou esta edição da feira foi a entrega do Mérito Girolando, que este ano foi concedido aos criadores Gabriel Donato de Andrade e Orostrato Olavo Barbosa.


Resultados Torneio Leiteiro - MegaLeite 2011
Vaca  ¾
Serra Bela Odyssey Bruna - 72,453 kg/leite.
Alessandra Carneiro Marques
bateu o recorde entre as fêmeas ¾ de sangue Girolando com a produção de 217,360kg/leite em nove ordenhas e média de 72,453 kg/leite.
O recorde anterior era de 72,320 kg/leite de média.
Vacas ¼
Cabiúna Bandoli - 56,887 kg/leite
Luís Carlos Bandoli,
registrou produção total de 170,660 kg/leite e média de 56,887 kg/leite, contra 49,963 kg/leite da recordista anterior da categoria. A fêmea foi vendida ontem no 4º Leilão Boa Fé, Ma Shou Tao e Amigos por R$122.400,00.

Novilha ¼
Margarida FIV G JR - 42,620 kg/dia,
Tomaz Sérgio de Andrade. A novilha ¼ de sangue Girolando produziu uma média de 42,620 kg/dia, superando o recorde anterior que era de 21,593 kg/leite. A produção total foi 127,860 kg/leite.

Vaca ½
Cabanha - 68,263 kg/leite.
Paulo Ricardo Maximiliano
 Ela produziu 204,790 kg/leite no total e média de 68,263 kg/leite.

Vaca  5/8
Google Mergulhão - 51,373 kg/leite
Lauro Teixeira Penna.
Ela produziu 154,120 kg/leite no total e 51,373 kg/leite de média.





Pontuação Expositor
Pontuação Criador

Pontuação Criador/Expositor Geral




Mercado do Leite

Preço do leite volta a subir no país


A concorrência na captação de leite entre os laticínios do Sudeste e Centro-Oeste voltou a sustentar os preços da matéria-prima. Neste mês, os produtores do país receberam, em média, R$ 0,814 por litro do leite entregue em maio, segundo levantamento da Scot Consultoria. No pagamento anterior, o valor médio foi de R$ 0,799 por litro.

A competição por leite é maior nos Estados de São Paulo, Minas Gerais e Goiás. Nos Estados do Sul, onde pastagens de inverno são utilizadas na alimentação do gado leiteiro, a captação é maior, de acordo com Rafael Ribeiro, analista da Scot. Ele afirma que a expectativa para o preço ao produtor em julho - refere-se ao leite entregue este mês pelos pecuaristas aos laticínios - ainda é de alta, uma vez que persiste a concorrência entre as empresas.

Ainda que a matéria-prima para os laticínios tenha se valorizado, os preços do leite longa vida já começam a perder fôlego. Em junho, a cotação no varejo paulista foi de R$ 2,23 o litro, em média, mostra o levantamento da Scot. Em maio, o valor médio foi R$ 2,34, o maior valor desde julho de 2009, ano em que o mercado registrou fortes oscilações.

O recuo indica que o consumidor começa a resistir a novas altas do leite longa vida, avalia Rafael Ribeiro. A queda em junho é a primeira deste ano. Diante desse quadro e da expectativa de entressafra com chuvas "dentro do normal", ou seja, a partir de agosto, a previsão é de que alta do leite perca força em julho.

O analista lembra ainda que a demanda por leite costuma diminuir no período de férias. Além disso, o aumento das importações de leite em pó pelo Brasil - por conta do dólar desvalorizado em relação ao real - também tem potencial para pressionar a matéria-prima.

Entre cerca de 250 empresas consultadas pela pesquisa da Scot em 17 praças, 69% disseram esperar estabilidade no pagamento de julho, 9% queda e 22%, alta.

Fonte: Valor Econômico

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Interleite - Uberlândia/MG

Simpósio Interleite

A décima primeira edição do Simpósio Interleite será realizada entre os dias 06 e 08 de julho, em Uberlândia, Minas Gerais, e promete fazer história.

Pela primeira vez, o evento será um fórum de produtores de leite de vários países, que debaterão a respeito de temas como administração, expansão e investimentos, gestão de recursos humanos, sistemas de produção, inovação, empreendedorismo e desafios futuros.

"Nosso objetivo é reunir cerca de 20 produtores de destaque, a maior parte do Brasil, mas não apenas, para discutir temas atuais, mostrando exemplos de sucesso, tendências e também desafios", explica Marcelo Pereira de Carvalho, coordenador do evento.



Realizado desde 1994, o Interleite tem atraído um número crescente de participantes. Na última edição (foto), realizada em agosto de 2010, foram 938 pessoas. O evento procura reunir palestras sobre temas relevantes que não são abordados em outros eventos do setor, principalmente mercado, sistemas de produção e temas que estão entrando ou entrarão de forma importante na agenda setorial, como meio ambiente e novas tecnologias.